Novo Honda Accord introduz a tecnologia SENSING no Brasil

Publicado em 07/11/2018

Novo Honda Accord introduz a tecnologia SENSING no Brasil
  • Sistema composto por câmera monocular frontal e radar permite adoção de um pacote de tecnologias de segurança e assistência ao condutor

A Honda revela durante a 30ª edição do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, que ocorre entre os dias 8 e 18 de novembro no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, a 10ª geração do sedã Accord.

O modelo inaugura no Brasil o pacote de tecnologias de segurança e assistência ao condutor Honda SENSING como equipamento de série. O Honda SENSING inclui o ACC (Adaptive Cruise Control) com LSF (Low Speed Follow) - controle de cruzeiro adaptativo com ajuste de velocidade -, CMBS (Collision Mitigation Braking System) - sistema de frenagem para mitigação de colisão -, LKAS (Lane Keeping Assist System) - sistema de assistência de faixa - e o RDM (Road Departure Mitigation System) - sistema para mitigação de evasão de pista.

Os avançados sistemas de segurança ativa e passiva incluem o Vehicle Stability Assist (assistente de estabilidade) com controle de tração, freios ABS com Electronic Brake Booster (reforço eletrônico de frenagem), monitoramento da pressão dos pneus (TPMS), airbags dianteiros avançados, airbags laterais para o motorista e passageiro da frente e novos airbags de joelhos para o motorista e passageiro da frente, sendo o primeiro Honda comercializado no país com oito airbags.

Honda SENSING 

O Honda SENSING é uma tecnologia de segurança e assistência de direção, composta por uma câmera posicionada no topo do para-brisas e um sistema de radar, localizado na grade frontal. Através dessa combinação, com a detecção de objetos pelo radar e o seu reconhecimento pela câmera, o Honda Sensing tem por objetivo auxiliar o motorista na prevenção de acidentes.

Assim, a tecnologia ajuda a manter maior atenção sobre as condições de tráfego, alertando o motorista e, em determinadas condições, ajudando a evitar ou reduzir a severidade de uma colisão.

Os recursos do Honda Sensing incluem:

  • ACC (Adaptive Cruise Control) com LSF (Low Speed Follow) - Controle de cruzeiro adaptativo com ajuste de velocidade
  • CMBS (Collision Mitigation Braking System) - Sistema de frenagem para mitigação de colisão
  • LKAS (Lane Keeping Assist System) - Sistema de assistência de faixa
  • RDM (Road Departure Mitigation System) - Sistema para mitigação de evasão de pista

Controle de cruzeiro adaptativo com ajuste de velocidade

O ACC com LSF é um sistema que auxilia o motorista a manter uma distância segura em relação ao veículo detectado a sua frente. Ele permite que o motorista estabeleça a velocidade de cruzeiro desejada e o intervalo até o veículo que anda à sua frente, permitindo o uso do piloto automático em condições de tráfego leve. Isso diminui consideravelmente a tensão do motorista no trânsito. O sistema usa o radar e a câmera monocular para monitorar continuamente a distância do veículo à frente e ajusta a velocidade do Accord para manter o intervalo estabelecido.

É possível escolher entre um espaço curto, médio, longo ou extralongo. Se preciso, o Accord freia automaticamente usando o modulador do Vehicle Stability Assist (VSA). O sistema Low Speed Follow (acompanhamento de fluxo em baixa velocidade - LSF) integrado aumenta a capacidade do piloto automático com a possibilidade de parada e partida dependendo das condições. 

O ACC funciona da seguinte maneira, nas situações descritas:

  • Um veículo é detectado na faixa à frente - Desacelera automaticamente, se preciso, e passa a controlar a distância.
  • O veículo à frente para - Para automaticamente e mantém o carro parado.
  • O veículo à frente arranca após parar - Retoma a marcha quando o botão SET ou RES é acionado ou o acelerador pressionado.
  • Outro veículo entra entre o Accord e o veículo à frente - Troca automaticamente de "alvo" para o veículo mais próximo à frente.
  • O veículo à frente sai da faixa - O sistema ACC continua na velocidade de cruzeiro previamente e selecionada, entre 40 e 145 km/h.

Sistema de frenagem para mitigação de colisão

O Collision Mitigation Braking System (CBMS) é uma das tecnologias de assistência ao motorista disponíveis mais avançadas. Trata-se do sistema de acionamento de freios ao detectar uma possível colisão frontal com o objetivo de mitigar acidentes. Uma unidade de radar localizada atrás da grade dianteira e uma câmara monocular posicionada entre o espelho retrovisor e o para-brisa controlam as condições de tráfego à frente do veículo.

Se o sistema considera que é possível uma colisão com um veículo detectado, o sistema emite alertas visuais e sonoros para que o motorista execute ações corretivas. Se a situação não for corrigida, o CMBS pode aplicar diferentes níveis de frenagem automática para ajudar a reduzir a velocidade do veículo e eventuais forças de colisão, ajudando assim a diminuir a gravidade de um choque caso o motorista não intervir. A unidade de radar e a câmera trabalham simultaneamente e em cooperação para controlar o modulador do Vehicle Stability Assist (VSA - assistente de estabilidade do veículo), que inicia a frenagem se for necessário.

Graças à eficiência da câmera monocular, o CMBS pode reconhecer formas e diferenciar entre veículos e pedestres, avisando o motorista em cada caso.

É importante observar que o CMBS não pode detectar todos os objetos à frente, nem tem como objetivo substituir a atenção do motorista às condições do trânsito e controle do veículo. O motorista deve intervir em determinadas situações e precisa estar sempre atento ao usar o sistema. Apesar de, em muitos casos, o CMBS parar o veículo, ele nem sempre aplica força de frenagem suficiente para evitar todas as colisões. Dependendo das condições, o sistema também pode não executar todos os estágios de alerta visual e sonoro e, em vez de acionar os freios automaticamente caso considerar necessário. O CMBS pode ser desativado.

Forward Collision Warning (FCW)

Integrado ao CMBS, o Forward Collision Warning (FCW - alerta de colisão frontal) usa a câmera monocular e o radar para detectar veículos à frente e determinar a possibilidade de uma colisão.  Isso ajuda a diminuir a tensão no tráfego, contribuindo também para elevar o nível de segurança passiva.

Caso o sistema FCW detectar um veículo à frente do Accord e determinar que pode acontecer uma colisão devido à diferença entre as velocidades dos dois veículos, vai disparar alertas visual e sonoro para o motorista. Eles incluem uma mensagem e uma série de bipes para alertar o motorista para usar o pedal do freio. O sistema FCW não irá frear automaticamente e o motorista continua responsável pela segurança e por evitar colisões. Se o motorista não reagir aos alertas do FCW, porém, o CMBS entra em operação.

O motorista pode ajustar a distância em que os alertas do FCW irão ocorrer através da função "Vehicle Settings" nas telas de áudio de série ou Display audio. É possível escolher entre "Long" (longa), "Normal" ou "Short" (curta). O FCW também pode ser desligado através da função Safety Support no painel.

É importante observar que o FCW não consegue detectar todos os objetos à frente e pode não detectar algum objeto em particular. A precisão pode variar de acordo com o clima, velocidade e outros fatores.

Sistema de assistência de faixa

O Lane Keeping Assist System é o sistema que detecta as faixas de rodagem e ajusta a direção com o objetivo de auxiliar o motorista a manter o veículo centralizado nas linhas de marcação. O LKAS usa uma câmera para ler a sinalização das faixas e o Electric Power Steering (EPS) para ajudar o motorista a manter seu posicionamento dentro da faixa.

O sistema usa uma câmera monocular instalada na parte superior do para-brisa para identificar marcações pintadas, 'tartarugas' e 'olhos de gato' em velocidades entre 72 e 145 km/h. Quando o LKAS detecta que o motorista está desviando do centro da faixa, gera uma correção de direção para ajudar a manter o posicionamento. O motorista utilizando o LKAS precisa manter as mãos no volante e os olhos na estrada.

O LKAS pode ser ativado ou desativado usando um botão localizado na parte inferior direita do volante. O sistema suspenderá a operação após vários segundos se o motorista tirar as mãos do volante, emitindo um alerta visual, e voltando à ação quando o motorista mexer com o volante.

Lane Departure Warning (LDW)

O Lane Departure Warning (LDW - aviso de saída da faixa) serve para alertar o motorista se o veículo estiver saindo da faixa sem que o pisca esteja acionado. O sistema funciona em velocidades entre 72 e 145 km/h em estradas retas ou com curvas suaves, alertando o motorista sobre desvios de uma faixa detectada. O LDW usa a mesma câmera no para-brisa utilizada pelo CMBS e LKAS e emite alertas visuais e táteis antes de acionar outros sistemas ativos.

Se o veículo começar a sair da faixa sem que o indicador de direção seja acionado, o LDW ilumina uma mensagem de Lane Departure (saída da faixa) e emite avisos visuais e sonoros para que o motorista reaja. O sistema pode ser ativado ou desativado pelo botão RDM localizado no painel de instrumentos, à esquerda da coluna da direção.

Há algumas condições em que o sistema pode não funcionar, como na neve, gelo ou chuva forte ou calor extremo na cabine prejudicando a operação da câmera. O sistema para automaticamente de funcionar quando os freios são aplicados ou o pisca é acionado. O LDW pode não detectar todas as marcações ou saídas de faixa. A precisão depende do tempo, velocidade e condições da estrada. O motorista continua responsável por operar o veículo com segurança.

Sistema para mitigação de evasão de pista

Parte do sistema Lane Departure Warning, o Road Departure Mitigation é um sistema que detecta a saída da pista e ajusta a direção com o objetivo de evitar a sua evasão e possíveis acidentes. Ele usa uma câmera monocular instalada na parte superior do para-brisa para identificar as faixas de sinalização contínuas ou tracejadas na pista, além de 'tartarugas' e 'olhos de gato'. O RDM usa a força da direção, através do EPS, para ajudar o Accord a se manter em sua faixa, caso seja detectado que o veículo está atravessando uma linha contínua, e força de frenagem, através do Vehicle Stability Assist (VSA), para evitar que o veículo atravesse a faixa contínua ou saia da estrada.

A câmera monocular reconhece e identifica a faixa de rodagem. Se o sistema RDM verificar que o Accord está prestes a deixar sua faixa, inicialmente irá intervir movimentando a direção e, em raras ocasiões, se a assistência à direção não for suficiente para evitar que o carro cruze uma linha contínua, aplicará os freios para ajudar o motorista a se manter na estrada. O RDM é integrado ao sistema VSA para executar frenagens moderadas e com o Electric Power Steering (EPS - assistência elétrica da direção) para respostas na direção.

Múltiplos alertas visuais avisam o motorista quando o sistema RDM executa alguma ação corretiva. Eles incluem um aviso de saída da faixa, juntamente com uma vibração no volante como alerta inicial.

O RDM também tem um ajuste de tempo para o alerta inicial da vibração do volante. Ele pode ser ajustado nos ajustes do veículo. O RDM também pode ser desligado através da função Safety Support no painel.

Um novo patamar

Desenvolvido sobre uma nova plataforma com porte mais baixo e largo, e com uma estrutura mais leve, rígida e sofisticada, o novo Accord representa também a chegada de uma nova motorização 2.0 Turbo VTEC, com injeção direta e uma inovadora transmissão automática de dez velocidades, que proporciona uma condução eficiente, dinâmica e refinada.

Ao desenvolverem a 10ª geração do Accord, os designers e engenheiros da Honda procuraram alcançar a “confiança absoluta” em cada elemento de design e desempenho. Partindo do sólido caráter do Accord – reconhecido por usa destacada qualidade, eficiência no consumo, equipamentos e sofisticado dinamismo na condução – eles proporcionaram ao modelo um novo nível de apelo emocional e qualidade premium. Em seu novo posicionamento, traz um desempenho ainda mais refinado e cativante, um interior mais espaçoso e luxuoso e avançadas tecnologias de segurança, conectividade e assistência ao condutor.

Em resumo, o Accord com estilo mais marcante, premium e divertido ao dirigir de todos os tempos.

História de sucesso

O Honda Accord é o segundo automóvel com carreira mais longa na história da Honda, após o Civic. O Accord tornou-se uma marca familiar ao longo de nove gerações e 42 anos e, desde seu lançamento, no Brasil em 1992 teve mais de 18 mil unidades comercializadas. Na geração anterior foi o carro mais vendido dos EUA durante seis anos (2011-2016).

O Accord foi primeiro automóvel de uma marca japonesa a ser fabricado nos EUA e está em produção na fábrica da Honda em Marysville, estado de Ohio, desde 1º de novembro de 1982. A produção do Accord norte-americano supera 11 milhões de unidades.

Comercialização

O novo Honda Accord está disponível em versão única Touring, com quatro combinações de cores externas e internas. O modelo estará disponível em todas concessionarias da marca.

 

Sobre a Honda no Brasil: Em 1971, a Honda iniciava no Brasil as vendas de suas primeiras motocicletas importadas. Cinco anos depois, era inaugurada a fábrica da Moto Honda da Amazônia, em Manaus, de onde saiu a primeira CG, até hoje o veículo mais vendido do Brasil. De lá para cá, a unidade produziu mais de 23 milhões de motos, além de quadriciclos e de motores estacionários que formam a linha de Produtos de Força da Honda no País, também composta por motobombas, roçadeiras, geradores, entre outros. Para facilitar o acesso aos produtos da marca, em 1981 nasceu o Consórcio Honda, hoje a maior administradora de consórcios do mercado nacional, que faz parte da estrutura da Honda Serviços Financeiros, também composta pela Seguros Honda e o Banco Honda. Dando continuidade à trajetória de crescimento, em 1992 chegavam ao Brasil os primeiros automóveis Honda importados. Em 1997, a Honda Automóveis do Brasil iniciava a produção do Civic, em Sumaré (SP), de onde já saíram mais de 1,8 milhão de veículos. A segunda planta de automóveis da marca, construída na cidade de Itirapina (SP), concentrará, a partir de 2021, toda produção dos modelos locais, enquanto a unidade de Sumaré se consolidará como centro de produção de motores e componentes, desenvolvimento de automóveis, estratégia e gestão dos negócios do grupo Honda. Durante esses anos a empresa também inaugurou Centros Educacionais de Trânsito, de Treinamento Técnico, de Distribuição de Peças e de Pesquisa & Desenvolvimento. Estruturou uma rede de concessionárias hoje composta por aproximadamente 1.300 endereços. Em 2014, em uma iniciativa inédita no segmento, a Honda inaugurou seu primeiro parque eólico do mundo, na cidade de Xangri-Lá (RS). O empreendimento supre toda a demanda de energia elétrica da fábrica de Sumaré, reduzindo os impactos ambientais das operações da empresa. Em 2015, a Honda Aircraft Company anunciou a expansão das vendas do HondaJet, o jato executivo mais avançado do mundo, para o Brasil. Saiba mais em www.honda.com.br e www.facebook.com/HondaBR

 

Assessoria de Imprensa

Rodrigo Leite
(19) 3864-7119 / (11) 98468-0305
rodrigo_leite@honda.com.br

Viviane Costa
(19) 3864-7122 / (11) 98468-0365
viviane_costa@honda.com.br